Apresentação da Primeira Ampliação do Sistema PAYT
AS NOSSAS
NOTÍCIAS
Apresentação da Primeira Ampliação do Sistema PAYT

Apresentação da Primeira Ampliação do Sistema PAYT

O Centro da Cidade vai agora integrar no sistema de resíduos Pay-as-you-throw que já existe no Centro Histórico há mais de dois anos.

A primeira ampliação do sistema PAYT foi apresentada esta segunda-feira de manhã no Mercado Municipal. Presentes na mesa estiveram Sofia Ferreira, Vereadora do Ambiente, Gerardo Menezes, Administrador-Executivo da Resinorte, Sérgio Castro Rocha, Presidente do Conselho de Administração da VITRUS Ambiente, Daniel Pinto, Administrador-Executivo da VITRUS Ambiente e Dalila Sepúlveda, Chefe de Divisão da Câmara Municipal de Guimarães.

A recolha de resíduos no centro da cidade está a mudar. Num objetivo único de proteger o ambiente, a VITRUS, em parceria com a Câmara Municipal de Guimarães e a Resinorte, vai iniciar um novo sistema tarifário de resíduos nas principais ruas da cidade já a partir do próximo ano. 

O plano é iniciar com os inquéritos à população abrangida, entre fevereiro e março, para fazer um levantamento de informações essenciais para o bom funcionamento do sistema. A ideia é que esta implementação seja gradual e amiga do utilizador, para que haja tempo de adaptação e para que todos compreendam o propósito destes novos hábitos que serão incentivados. A tarifa vai ser aplicada apenas em setembro e a sensibilização e o acompanhamento próximo no terreno vão ser uma constante ao logo do tempo.

Foi apresentada na sessão uma primeira fase de ampliação (Zona B) que inicia em 2019 e que abrange ruas como a rua Gil Vicente, Paio Galvão, Alameda São Dâmaso, Largo do Toural, entre outras. Perspetivou-se uma segunda fase de alargamento, num futuro próximo, para a Zona C que abarca, por exemplo, a Avenida de Londres, Rua D. João, Avenida Conde Margaride, etc.

O evento de apresentação contou com um balanço dos quase 3 anos PAYT no Centro Histórico, seguido de uma entrega de prémios aos utilizadores cumpridores da tarifa que estiveram presentes na sessão. No total, vão ser premiados 83 utilizadores, entre eles estão 53 estabelecimentos comerciais e 30 habitantes. O prémio, para além de um dístico autocolante para os primeiros e de um certificado para os segundos, inclui também a oferta de sacos correspondentes a um mês de tarifa, totalizando 1109 sacos para distribuir entre os cumpridores.

O PAYT é um sistema de recolha de resíduos assente no conceito de poluidor-pagador, onde o utilizador paga apenas o lixo que produzir, o que torna o sistema mais justo e sustentável. Deste modo, um utilizador PAYT vai ver a sua tarifa fixa baixar para 1€ (domésticos) e 5€ (não domésticos) e a tarifa variável vai deixar de ser calculada de acordo com o consumo da água, mas sim com a efetiva produção de resíduos. Isto é, paga através da aquisição de sacos autorizados para a deposição dos resíduos indiferenciados. Quanto mais lixo produzir e menos separar, mais vai pagar.  Toda a recolha seletiva é feita de forma gratuita.

Partilhar Post:

0 Comentários

Deixe um Comentário

Posts relacionados: